Arquivo da categoria: Evento

Nancy Duarte interviewed at Web 2.0 Expo San Francisco 2011


Some very smart questions we should ask ourselves

Midias sociais e RI: Só fique fora se não quiser conversar


No último dia 07 de outubro participei de mais um evento do IBRI, mas desta vez como um dos apresentadores. O evento foi o Webcast IBRI “Os aspectos jurídicos das mídias sociais” e a minha apresentação está aí, no post anterior. Também no webcast estavam o Geraldo Soares, RI do ItaúUnibanco, e a Dra. Patrícia Peck, advogada especialista em direito digital. Veja abaixo as apresentações de ambos.

Infelizmente alguns problemas técnicos na teleconferência prejudicaram um pouco as apresentações, que ficaram congeladas. Mas a conversa foi boa e esclarecedora. A Dra. Patrícia é claramente uma craque e sabe do que fala. O Geraldo dispensa apresentações e elogios.

Algumas coisas ficaram bastante claras para mim. A primeira é que companhias com presenças no mercado de capitais, objetivos de comunicação e recursos nas áreas de R.I. muito diferentes, como a WEG e o Itaú Unibanco, vão utilizar as ferramentas de mídia social de formas também diferentes.

A outra conclusão é que a utilização das chamadas mídias sociais é um caminho sem volta e será incorporada pela função de Relações com Investidores assim como vai sendo incorporada pelas outras áreas de comunicações corporativas. E isso por um motivo muito simples, que eu tentei deixar bem claro na minha intervenção: as mídias sociais não são substitutos ou adições aos meios tradicionais de disclosure de informações. Elas são ferramentas para outra função, são formas de CONVERSAR com nosso público, com aqueles com quem não falamos ao telefone, com quem não encontramos em reuniões one-on-one em Non-deal Road Shows ou conferências, que não tem, infelizmente, condições de vir até nossa sede para investir um dia em uma visita.

Conversar significa ouvir primeiro e falar depois. Significa ser honesto, respeitoso, usar linguagem acessível, manter a consistência. Significa ser AUTÊNTICO. Enfim, conversar é o que os profissionais de relações com investidores fazem. Não somos, ou não deveríamos ser, meros provedores de informações. Dar informações de maneira correta (o que significa, necessariamente, de acordo com a regulamentação) é apenas parte do nosso trabalho. E sem fazer pouco do trabalho braçal que cumprir todas as formalidades dá, esta é a parte fácil.

Se você (ou seu consultor de RI) não vê como estas ferramentas podem te ajudar, experimente. Abra uma conta no twitter.com ou no slideshare.net e começe a acompanhar. Quem sabe você não descobre que sua companhia é um assunto constante de algumas conversas e todo mundo estava esperando mesmo é por você.

Webcast IBRI


Apresentação para o Apresentação para o Webcast IBRI “Os Aspectos Jurídicos nas Mídias Sociais (Twitter, YouTube, LinkedIn)”

Workshop IR Awards Brazil 2009


Dia 27 de agosto último participei do Workshop IR Magazine Awards 2009 Brazil, promovido pelo IBRI, Revista RI e pela IR Magazine. Fui moderador do primeiro painel e, como moderador, acabei por conduzir o começo do evento, com as explicações e estatísticas apresentadas pelo Prof. Aloísio Campelo do IBRE-FGV, que conduz a pesquisa de campo para encontrar os vencedores. Várias observações interessantes, que eu vou explorar em uma próxima oportunidade, assim que tiver a apresentação do professor em mãos.

De qualquer forma, o primeiro painel deu bastante assunto. Apresentaram-se os ganhadores Itaú (branding), Cemig (melhor encontro com analistas) e Magnesita (maior evolução em RI). Não creio que seja necessário ou que eu seja a pessoa a acrescentar qualquer coisa ao prêmio do Itaú, que possui a marca mais valiosa do Brasil e um das mais valiosas do mundo. O cuidado com este ativo e o profissionalismo com que o Itaú conduz o processo pode ser facilmente observado por qualquer um, mesmo os leigos, e ficou claro na apresentação do Fernando Chacon.

O prêmio da Cemig também não é surpresa, ao menos para mim, que já tive a oportunidade de participar em minha encarnação anterior, como analista de investimentos. O encontro d a Cemig é uma feliz combinação de excelente conteúdo, compromisso do management e um local bem escolhido. Em encontros como este o perigo é se preocupar com a boa logística e instalações adequadas e acabar promovendo apenas uma festa que não adiciona conhecimento aos investidores /analistas. A Cemig encontrou a fórmula ideal para fugir deste perigo e seu encontro cria valor.

Mas a apresentação mais interessante foi, de longe, a da Magnesita. Confesso que ouço falar da companhia desde que comecei como analista, já faz vários anos. Nunca chamou minha atenção. A Adriana, relações com investidores da Cia., confirmou esta percepção, contando como os novos controladores encontraram uma empresa congelada em alguma década do século passado, ao menos no que diz respeito ao relacionamento com os investidores. O trabalho descrito pela Adriana é absolutamente magnífico, digno de se tornar um estudo de caso na academia e, em certo sentido, emocionante. Mostra como o trabalho do RI é importante e como para realizar algumas coisas não são necessárias grandes equipes ou de grandes orçamentos, mas muita vontade. Confesso que me inspirou.